NanoSKIN: Nanopartículas contendo agentes quimioterapêuticos para terapias inovadoras de doenças severas da pele – Leishmaniase muco/cutânea e carcinoma espinocelular como exemplos

Substâncias farmacologicamente activas e inovadoras como aquelas provenientes da biotecnologia (peptidos, proteínas, genes) são em regra de baixa estabilidade, fraca absorção e transporte para o local activo, assim como sujeitas a rápida clivagem – com consequente indução de reacções adversas severas. Para ultrapassar estes problemas, vectores de fármacos do tipo nanopartículas têm recebido manifestado especial interesse para terapias inovadoras de doenças severas da pele – Leishmaniase muco/cutânea e carcinoma espinocelular como exemplos.

O projeto tem como objetivo o desenvolvimento de novos sistemas terapêuticos para carregar pequenos péptidos, destinados ao tratamento de diversas doenças de pele, de etiologia endémica.

Participantes da UFP:

  • Profª Doutora Eliana B. Souto
  • Dra. Ana Sofia Macedo (aluna do Doutoramento em Biotecnologia e Saúde)
  • Dra. Vânia Vieira (aluna do Doutoramento em Biotecnologia e Saúde)

Entidade proponente:

  • Fundação Ensino e Cultura Fernando Pessoa
Outras instituições envolvidas:
  • Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
  • Institute for Pharmacy, Freie Universität Berlin (Alemanha)
  • Universidad Nacional de Quilmes (Argentina)

Mais informações emhttp://userpage.fu-berlin.de/~bbruegge/

Referência: ERA-EULA/0002/2009