DYNOZONE – Variabilidades da coluna total e da concentração superficial de ozono na Península Ibérica: factores da dinâmica e da química da atmosfera

Na troposfera, as concentrações de ozono são reguladas, entre outros, por mecanismos essencialmente fotoquímicos, que explicam as concentrações de ozono no Verão; contudo quanto aos processos que controlam os máximos verificados na Primavera as opiniões divergem, em parte devido à dificuldade em separar as contribuições de processos de escala global e dos de escala local/regional, nomeadamente processos dinâmicos concorrenciais aos processos fotoquímicos, como fenómenos associados à Stratosphere-troposphere exchange e a mecanismos verticais de dinâmica na troposfera (ex: situações de gota fria).

Os objetivos principais deste projeto são a identificação e caracterização de:

  • eventos de ozono em superfície com origem não fotoquímica
  • e da contribuição de alterações na circulação atmosféricas para a diminuição da coluna total de ozono nas latitudes médias.

Desta forma pretende-se que os resultados do projeto ajudem as autoridades Portuguesas a justificar, com base científica, eventos de ozono em que o controlo de emissões dos seus precursores na camada limite é ineficiente, e assim ir ao encontro do que é exigido pela Diretiva Europeia 2008/50/EC e pelo Decreto-Lei 102/2010, de 23 de setembro da República Portuguesa, relativo a diversos poluentes atmosféricos, entre eles o ozono troposférico.

Participante da UFP:

Entidade proponente:

  • Universidade Nova de Lisboa

Projeto apoiado por:

  • Fundação para a Ciência e a Tecnologia (referência PTDC/CTE-ATM/105507/2008)