A prática clínica na Clínica Pedagógica de Psicologia – UFP como contexto de investigação em psicoterapia

A literatura tem vindo a salientar a importância da prática clínica ser sistematicamente avaliada com o objetivo de se conseguir a compreensão alargada dos complexos mecanismos de transformação terapêutica. Conforme é sublinhado pelo Ministério da Saúde, o processo clínico de um cliente, para além de “permitir uma mais eficiente prestação dos cuidados de saúde, através da disponibilização oportuna das informações anteriores necessárias ao apoio à decisão (terapêutica)”, tem ainda uma outra finalidade, designadamente, a de permitir “a pesquisa clínica (identificação e descoberta de informação que possa ser utilizada no tratamento de outros doentes) e a gestão dos serviços de saúde (através da análise e quantificação de actos praticados, custos inerentes e resultados obtidos)” (http://portalcodgdh.min-saude.pt/index.php/Processo_clínico, 2010).
É precisamente este o contexto no qual se insere esta linha de investigação, que tem como finalidade extrair conhecimento útil em matéria de avaliação e intervenção psicológicas, a partir dos dados clínicos de clientes que realizam acompanhamento psicológico na Clínica Pedagógica de Psicologia (CPP) da Universidade Fernando Pessoa.

Participantes da UFP:

Projetos em curso:

  1. Problemas emocionais (ansiedade e depressão) em adultos: características sociodemográficas e clínicas
    Objetivo geral: analisar e caraterizar de um ponto de vista sociodemográfico e clínico os clientes de idade adulta com perturbação emocional em acompanhamento psicológico na CPP.
  2. Drop-out em psicoterapia: variáveis do tratamento, do paciente e terapeuta
    Objetivo geral: analisar e caraterizar de um ponto de vista sociodemográfico e clínico os clientes de idade adulta que abandonaram precocemente (‘drop-out’) o acompanhamento psicológico na CPP.
  3. Psicoterapia positiva em grupo: estudo piloto em populações clínicas e não clínicas
    Objetivo geral: avaliar a eficácia de um programa de intervenção em grupo na promoção do bem-estar e desenvolvimento pessoal junto de populações clínicas e não clínicas de adultos.
  4. Fatores de risco e de proteção parental na manifestação de problemas de internalização e de externalização em crianças e adolescentes
    Objetivo geral: analisar e estudar a relação entre fatores de risco e fatores de proteção parental na manifestação de problemas de internalização e externalização junto de clientes dos seis aos 18 anos em acompanhamento na CPP-UFP.

Projeto apoiado por:

  • Fundação Ensino e Cultura Fernando Pessoa