Determinantes biopsicossociais da qualidade de vida de indivíduos com esclerose múltipla em Portugal e no Brasil

Um dos resultados da qualidade dos cuidados frequentemente medido, devido à sua utilidade clínica, é a qualidade de vida (QDV). Na esclerose múltipla (EM), a QDV está relacionada, entre outras, com a personalidade, espiritualidade, incapacidade, dor, tipo e duração da EM. As cognições de doença e as habilidades sociais poderão também desempenhar um importante papel na QDV destes doentes.

Assim, e devido às suas implicações na prestação de cuidados de qualidade, o objectivo geral do presente projecto é identificar e comparar os determinantes biopsicossociais da QDV de adultos com EM em Portugal e no Brasil.

Os objectivos específicos são:

  1. Caracterizar a personalidade, espiritualidade, dor, cognições de doença e habilidades sociais de pessoas com EM em Portugal e no Brasil;
  2. Comparar a personalidade, espiritualidade, dor, cognições de doença e habilidades sociais de pessoas com EM em Portugal e no Brasil;
  3. Identificar preditores da QDV dos doentes nos dois países;
  4. Comparar as características biopsicossociais e os preditores da QDV dos doentes nos dois países.

Uma vez que alguns dos instrumentos selecionados não possuem versões em Português Europeu, testadas em amostras portuguesas, a primeira parte do projecto implica o desenvolvimento de tais versões.

Participantes da UFP:

Projeto apoiado por:

  • Fundação Ensino e Cultura Fernando Pessoa

Outras instituições envolvidas:

  • ABEM (Associação Brasileira de Esclerose Múltipla)

Mais informações em: https://sites.google.com/ufp.edu.pt/determinantes-da-qdv