RhinAir

RhinAir – Deteção do teor de Rinovirus Humano em amostras de ar e sua relação com as condições atmosféricas e da poluição do ar

No presente projeto, a deteção molecular de rinovirus no nariz de voluntários está a ser testada ao longo de um ano. A presença de rinovirus será relacionada com a sintomatologia respiratória auto-relatada, com a qualidade do ar, as condições atmosféricas, a presença de rinovirus em amostras de ar interior e exterior, a presença de polimorfismos em genes de citocinas e o comprimento dos telómeros em leucócitos de sangue periférico.

Objetivos:

Identificar fatores intrínsecos (polimorfismos genéticos e comprimento de telómeros em leucócitos) e extrínsecos (poluição atmosférica, circulação atmosférica de rinovírus, condições meterorológicas) com o risco de infeção por rinovírus e o aparecimento de sintomatologia respiratória.

Participantes da UFP:

Entidade proponente: 

  • FP-ENAS – Unidade de Investigação UFP em Energia, Ambiente e Saúde

Projeto apoiado por: 

  • Este projeto é financiado por fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I.P., no âmbito do programa de financiamento “Fundo de Reestruturação FCT 2016” com a referência UID/Multi/4546/2016.

FCTlogo